(67)99117-0517

NO AR

Rádio Bioceânica FM 102,3

bioceanicafm.com.br

Cidade

Starlink cobra 18 vezes mais que o contratado por internet via satélite de fazendeiro de MS

Empresa do bilionário Elon Musk chegou a cobrar R$ 8,1 mil em 1 mês em plano de R$ 280

Publicada em 02/02/2024 às 11:28h - 12 visualizações

por Correio do Estado


Compartilhe
 

Link da Notícia:

Starlink virou opção de internet via satélite para propriedades rurais - Arquivo  (Foto: Correio do Estado)

O juiz em substituição legal da comarca de Camapuã mandou a Starlink, empresa de internet via satélite do bilionário Elon Musk, que figura na lista dos homens mais ricos do planeta, suspender a cobrança considerada abusiva sobre o fazendeiro Gilberto Wilson Ruzzon, 72 anos , proprietário rural em Camapuã. 

O motivo foi a disparada astronômica, sem trocadilho com a rede de satélites de Musk, dos preços cobrados do produtor.

Conforme Ruzzon informou ao juiz da comarca, depois de ter contratado em maio de 2023 um plano de R$ 280 mensais para acessar internet de alta velocidade e baixa latência praticamente de qualquer lugar do país, a cobrança do segundo mês após a contratação foi de nada menos que R$ 2.159,93. A terceira, correspondente ao período entre 15 de agosto e 14 de setembro, foi ainda maior: R$ 8.152,02. 

Em um período de quatro meses, a empresa do bilionário Elon Musk cobrou nada menos que R$ 20.976,21 de Gilberto Ruzzon. A defesa do fazendeiro, diz que o valor devido no mesmo período seria de R$ 1.120,00, referente a quatro mensalidades do plano, que deveria ser fixo, conforme, inclusive, consta no site da empresa. 

O valor cobrado indevidamente, conforme a defesa de Gilberto Ruzzon, foi de R$ 19.855,75.
O mérito do pedido, em que o fazendeiro pede para normalizar a cobrança em até R$ 280, não reconhecer a dívida que ele diz ser cobrada indevidamente, e ainda cobra a repetição desta mesma dívida de R$ 19,8 mil ao fazendeiro, e mais uma indenização por danos morais de R$ 30 mil, não foi julgado pelo magistrado de Camapuã.

O juiz de Camapuã, porém, determinou, ao atender o pedido de tutela antecipada, que o sinal de internet ao fazendeiro seja restabelecido, e que o plano de internet seja limitado até R$ 280 por mês até o julgamento do mérito.  




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:


Enquete
Qual dessas Redes Sociais voce acessa?

 Facebook
 Instagram
 Twitter
 Youtube







.

LIGUE E PARTICIPE

(67) 9 9117-0517

Visitas: 2295
Usuários Online: 2
Copyright (c) 2024 - Rádio Bioceânica FM 102,3
Converse conosco pelo Whatsapp!